Mostrando postagens com marcador dica de saude. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador dica de saude. Mostrar todas as postagens

domingo, 31 de janeiro de 2016

REMOVA A PLACA BACTERIANA EM 5 MINUTOS, E SEM SAIR DE CASA!




INGREDIENTES

Com esta dica genial, e sem efeitos secundários, vais puder ficar com os dentes brancos e brilhantes, removendo a placa bacteriana, em apenas 5 minutos, e sem saíres de casa. Aproveita já, e melhora o teu sorriso!



MODO DE PREPARO

O tártaro é a acumulação de sais de cálcio e de fósforo na superfície dos dentes. Esta placa bacteriana acumula-se através de restos alimentares, saliva e microrganismos.



EXISTEM 2 TIPOS DE TÁRTARO:


Sub-gengival – Este localiza-se debaixo das gengivas, possui uma consistência firme relativamente ao supra-gengival com uma coloração enegrecida ou esverdeada.


Supra-gengival – Encontra-se acima da borda das gengivas apresentando uma coloração branca ou amarelada. É removível com facilidade.


A principal causa do tártaro deve-se a uma alimentação demasiado ácida. E a falta de higiene dentária contribui também para o desenvolvimento da placa bacteriana.





ALIMENTOS E SUPLEMENTOS BENÉFICOS PARA EVITAR O TÁRTARO:





Frutas frescas e vegetais crús – rúcula, espinafres, acelgas, alface e maçãs.

Argila branca – ajuda a alcalinizar o nosso organismo e o pH da boca.

Água do mar – limpa e fortalece os dentes ajudando também a alcalinizar o pH da boca.


Stévia – adoçante natural benéfico para os dentes.




JEITO PARA REMOÇÃO E DIMINUIÇÃO DO TÁRTARO:


Pó de carvão ativo – Ajuda a aclarear os dentes e é um dos tratamentos odontológicos mais procurados na atualidade. Tal como o bicarbonato de sódio o carvão ativo não deve ser usado excessivamente e com frequência pois pode tornar-se abrasivo para o esmalte dentário. Ao comprar carvão ativo certifique-se que este é de origem vegetal (de madeira, de côco, etc) e não a partir do petróleo. Este produto é facilmente encontrado em lojas de produtos naturais.


Aplicação: molhe a escova de dentes com água e ponha um pouco de pó de carvão em cima desta. Esfregue os dentes normalmente e lave com água tépida.


Óleo de girassol ou Óleo de gergelim – Lavagens com estes óleos ajuda a limpar a placa dentária e a remover as toxinas da nossa boca. É especialmente recomendado em casos de infecções bucais, gengivites e destes meio soltos. As suas propriedades anti-fúngicas, anti-bacterianas e anti-inflamatórias fazem deste tratamento um excelente anti-séptico oral.

Aplicação: faça gargarejos com óleo de gergelim ou de girassol.


Por fim, não se esqueça de fazer sempre uma correta higiene oral. Use fio dental antes de se deitar para se certificar que não ficam resíduos alimentares entre os dentes durante toda a noite. Compartilhe essa matéria com seus amigos e familiares. Via: Altamente ORG

OBS: Todas essas informações são dicas naturais, e qualquer informação acima deve ser consultado com um dentista de sua confiança caso não consiga atenuar seu problema com essas dicas naturais.

Indicamos a leitura também do "Falando em Saúde - Orientação Odontológica - Higiene Bucal" (tecnicamente realizado pelos melhores dentistas do Brasil), da clínica Omint (única certificada JCI no Brasil). Para quem não conhece o padrão JCI (joint commission international), são normas internacionais seguidas por todos os dentistas do mundo.



fonte: http://www.receitasexclusivas.com.br

 Site oficial da OMINT ===> http://www.omint.com.br

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

AFASTE-SE DE PESSOAS TÓXICAS, QUE TE FAZEM SENTIR MAL








De fato estamos cercados de pessoas tóxicas.
Pessoas que são egocêntricas, manipuladoras, interesseiras, arrogantes, rancorosas, amarguradas, mal amadas, invejosas ou fracassadas, que não conseguem ver o sucesso ou a felicidade alheia. Enfim, pessoas sombrias que minam os relacionamentos e amizades com intrigas, críticas excessivas, falta de consideração e respeito pelo outro e abusos verbais ou físicos. Pessoas muito perigosas de se conviver.
Essas pessoas tóxicas acabam, de alguma forma, nos envenenando. Direta ou indiretamente, acabamos agindo por influência delas, seja com atitudes ou omissões. Muitas vezes acabamos agindo por impulso para evitar essas pessoas, ou, na pior das hipóteses, acabamos agindo da mesma forma. São pessoas nocivas, intoxicando nosso comportamento e nos levando a agir e a tomar decisões que, em outras circunstâncias poderiam ser completamente diferentes.
São tóxicas, porque conseguem despertar o que há de pior dentro de nós, não apenas no sentido de maldade ou crueldade, mas no sentido de perdermos a identidade, a autonomia, a energia, a iniciativa e o poder de decisão. Ficamos estagnados, hipnotizados, paralisados. São verdadeiros vampiros, sem Luz própria, que consomem nossa energia vital, que exploram e manipulam pessoas de acordo com os seus interesses e vivem às custas da energia dos outros para se sustentarem.
Tóxicas são aquelas pessoas que sabem tudo a respeito da vida das outras pessoas, mas não conseguem administrar a própria vida. Sabem dar conselhos como ninguém tem um discurso lindíssimo para o mundo lá fora, mas que, na vida pessoal, nos bastidores, na vida íntima, são pessoas frustradas, isoladas, verdadeiras ilhas no meio da sociedade, que não tomam para si os próprios conselhos.
Sabem olhar de fora, apontar defeitos, problemas, erros. Mas não sabem participar, não conseguem enxergar os próprios problemas ou defeitos. Apontam os erros alheios para, de certa forma, esconder os seus próprios. São os “sabe-tudo” e só a sua forma de pensar é que está certa. Não suportam ser contrariados e confrontados. Quando o são, perseguem a pessoa até “livrarem-se” dela ou então se vingam. Seu ego é superlativo para compensar a sua extrema falta de Amor-Próprio. Usam as pessoas conforme seus interesses e, quando estas discordam de suas ideias, são descartadas e eliminadas, sem a menor consideração.
A toxicidade reside exatamente no fato de não nos darmos conta de que estamos sendo manipulados ou influenciados. Ficamos hipnotizados, fascinados, imersos numa imensa ilusão, até o dia em que despertamos e tomamos consciência de que estamos muito mal, morrendo por dentro, e que algo urgente necessita ser feito. Um corte para a nossa libertação, para resgatar a nossa sanidade, saúde, alegria de viver.
Em nossa busca pela felicidade, por tudo aquilo que nos traz bem-estar e alegria, o grande segredo é não se deixar influenciar, se afastar e evitar a convivência com esses tipos. Isso não significa alimentar sentimentos negativos dentro de si com relação a eles, mas de preferência visualizá-los felizes e agradecidos em sua vida, emanando energias e vibrações positivas.
Reflita, você convive intimamente com alguma pessoa tóxica, seja na família, no trabalho, ou nas “amizades”?
Tenha cuidado, afaste-se, fique longe o quanto antes dessas pessoas.
Cuide-se, preserve-se, seja você mesmo, seja pleno e feliz.
E acima de tudo sempre perdoe essas pessoas, muitas vezes, elas não tem consciência de seus próprios malefícios.






Texto retirado do site: http://universonatural.wordpress.com/2013/05/24/voce-convive-intimamente-com-alguma-pessoa-toxica/

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Como eliminar pedras dos rins em apenas 6 dias - Receita caseira






Quem tem (ou já teve) pedra nos rins sabe o quanto é ruim.

A pessoa passa a sentir dores fortíssimas nas costas, que se estendem até a barriga ou órgão genital.

As pedras se formam quando a urina contém grande quantidade de certas substâncias (cálcio, ácido úrico) que formam cristais.

O cálculo pode permanecer nos rins por semanas, meses ou mesmo anos, sem causar sintomas comuns.

Outros sintomas de pedras nos rins são:

– Dor na hora de urinar

– Alteração na cor da urina, podendo ficar rosa, vermelha ou marrom, com o aspecto de espuma

– Aumento da vontade de urinar

– Sensação de mal-estar, seguida de enjoo e vômito

Os homens são mais propensos a sofrer desse mal do que as mulheres.

É bom saber também que os maus hábitos, como obesidade e consumir pouca água, são fatores que aumentam o risco de pedra no rim.

Talvez você não conheça a receita que estamos trazendo agora, mas ela é antiga e tem ótima reputação entre praticantes da medicina popular.

A vantagem dela é que é um tratamento curto e em apenas seis dias os cálculos são eliminados.





É importante, no entanto, enfatizar que não aconselhamos o uso deste medicamento para eliminar pedras grandes, a partir de 15 mm.


Quer aprender a receita?

É super simples.

Comprove:

INGREDIENTES

100 ml de cerveja

100 ml de azeite extravirgem de oliva

100 ml de suco de limão

MODO DE PREPARO

Misture todos os ingredientes, mexa bem e coloque-os em uma garrafa de vidro.

Você deve consumir apenas 50 ml da receita todos os dias pela manhã, ainda em jejum.

Repita o procedimento diariamente durante 6 dias.

O que vai ocorrer é o derretimento das pedras dos rins, que sairão através da urina a partir do 4º dia.

Esta é uma notícias sobre tratamentos caseiros. 
Este não substitui o tratamento de um especialista. Consulte sempre seu médico.



fonte: http://www.curapelanatureza.com.br

sábado, 15 de fevereiro de 2014

COMO A MEDICINA DA DOENÇA FUNCIONA - Por Carlos Bayma



Por Carlos Bayma

Aos 30 anos, você tem uma depressãozinha, uma tristeza meio persistente: prescreve-se
FLUOXETINA.
A Fluoxetina dificulta seu sono. Então, prescreve-se CLONAZEPAM, o Rivotril da vida. O Clonazepam o deixa meio bobo ao acordar e reduz sua memória. Volta ao doutor.

Ele nota que você aumentou de peso. Aí, prescreve
SIBUTRAMINA.

A Sibutramina o faz perder uns quilinhos, mas lhe dá uma taquicardia incômoda. Novo retorno ao doutor. Além da taquicardia, ele nota que você, além da “batedeira” no coração, também está com a pressão alta. Então, prescreve-lhe LOSARTANA e ATENOLOL, este último para reduzir sua taquicardia.

Você já está com 35 anos e toma: Fluoxetina, Clonazepam, Sibutramina, Losartana e Atenolol. E, aparentemente adequado, um “polivitamínicos” é prescrito. Como o doutor não entende nada de vitaminas e minerais, manda que você compre um “Polivitamínico de A a Z” da vida, que pra muito pouca coisa serve. Mas, na mídia, Luciano Huck disse que esse é ótimo. Você acreditou, e comprou. Lamento!


Já se vão R$ 350,00 por mês. Pode pesar no orçamento. O dinheiro a ser gasto em investimentos e lazer, escorre para o ralo da indústria farmacêutica. Você começa a ficar nervoso, preocupado e ansioso (apesar da Fluoxetina e do Clonazepam), pois as contas não batem no fim do mês. Começa a sentir dor de estômago e azia. Seu intestino fica “preso”. Vai a outro doutor. Prescrição: OMEPRAZOL + DOMPERIDONA + LAXANTE “NATURAL”.

Os sintomas somem, mas só os sintomas, apesar da “escangalhação” que virou sua flora intestinal. Outras queixas aparecem. Dentre elas, uma é particularmente perturbadora: aos 37 anos, apenas, você não tem mais potência sexual. Além de estar “brochando” com frequência, tem pouquíssimo esperma e a libido está embaixo dos pés.

Para o doutor da medicina da doença, isso não é problema. Até manda você escolher o remédio: SILDANAFIL, TADALAFIL, LODENAFIL ou VARDENAFIL, escolha por pim-pam-pum. Sua potência melhora, mas, como consequência, esses remédios dão uma tremenda dor de cabeça, palpitação, vermelhidão e coriza. Não há problema, o doutor aumenta a dose do ATENOLOL e passa uma NEOSALDINA para você tomar antes do sexo. Se precisar, instila um “remedinho” para seu corrimento nasal, que sobrecarrega seu coração.


Quando tudo parecia solucionado, aos 40 anos, você percebe que seus dentes estão apodrecendo e caindo. (entre nós, é o antidepressivo). Tome grana pra gastar com o dentista. Nessa mesma época, outra constatação: sua memória está falhando bem mais que o habitual. Mais uma vez, para seu doutor, isso não é problema: GINKGO BILOBA é prescrito.

Nos exames de rotina, sua glicose está em 110 e seu colesterol em 220. Nas costas da folha de receituário, o doutor prescreve METFORMINA + SINVASTATINA. “É para evitar Diabetes e Infarto”, diz o cuidador de sua saúde(?!).

Aos 40 e poucos anos, você já toma: FLUOXETINA, CLONAZEPAM, LOSARTANA, ATENOLOL, POLIVITAMÍNICO de A a Z, OMEPRAZOL, DOMPERIDONA, LAXANTE “NATURAL”, SILDENAFIL, VARDENAFIL, LODENAFIL ou TADALAFIL, NEOSALDINA (ou “Neusa”, como chamam), GINKGO BILOBA, METFORMINA e SINVASTATINA (convenhamos, isso está muito longe de ser saudável!). Mil reais por mês! E sem saúde!!!

Entretanto, você ainda continua deprimido, cansado e engordando. O doutor, de novo. Troca a Fluoxetina por DULOXETINA, um antidepressivo “mais moderno”. Após dois meses você se sente melhor (ou um pouco “menos ruim”). Porém, outro contratempo surge: o novo antidepressivo o faz urinar demoradamente e com jato fraco. Passa a ser necessário levantar duas vezes à noite para mijar. Lá se foi seu sono, seu descanso extremamente necessário para sua saúde. Mas isso é fácil para seu doutor: ele prescreve TANSULOSINA, para ajudar na micção, o ato de urinar. Você melhora, realmente, contudo... não ejacula mais. Não sai nada!
Vou parar por aqui. É deprimente. Isso não é medicina. Isso não é saúde.

Essa história termina com uma situação cada vez mais comum: a DERROCADA EM BLOCO da sua saúde. Você está obeso, sem disposição, com sofrível ereção e memória e concentração deficientes. Diabético, hipertenso e com suspeita de câncer. Dentes: nem vou falar. O peso elevado arrebentou seu joelho (um doutor cogitou até colocar uma prótese). Surge na sua cabeça a ideia maluca de procurar um CIRURGIÃO BARIÁTRICO, para “reduzir seu estômago” e um PSICOTERAPEUTA para cuidar de seu juízo destrambelhado é aconselhado.

Sem grana, triste, ansioso, deprimido, pensando em dar fim à sua minguada vida e... DOENTE, muito doente! Apesar dos “remédios” (ou por causa deles!!).

A indústria farmacêutica? “Vai bem, obrigado!”, mais ainda com sua valiosa contribuição por anos ou décadas. E o seu doutor? “Bem, obrigado!”, graças à sua doença (ou à doença plantada passo-a-passo em sua vida).


tags: doença, indústria da doença, remédios, saúde, depressão, farmácia, farmacêutica,

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Mulheres paulistas com idades entre 50 e 69 anos poderão fazer, gratuitamente, exames de mamografia pelo SUS


Para saber mais sobre mamografia, clique aqui: http://zip.net/bcmjx3 Para sabe mais sobre essa matéria: "As mulheres paulistas com idades entre 50 e 69 anos poderão fazer, gratuitamente, exames de mamografia pelo SUS
(Sistema Único de Saúde) sem precisar ter o pedido médico em mãos. Mais de 300 serviços de saúde com mamógrafo, entre AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades), hospitais e clínicas conveniadas estarão à disposição para ofertar o procedimento. Doze mil mamografias a mais por mês serão ofertadas na rede. A medida, que integra o programa "Mulheres de Peito" da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, começa a valer na segunda quinzena de fevereiro e tem como objetivos ampliar o acesso aos exames na rede pública e incentivar a detecção precoce do câncer de mama. Trata-se de um programa inédito de rastreamento ativo da doença no Estado. Neste ano serão beneficiadas as mulheres que nasceram em anos pares", clique aqui: http://zip.net/bgmj06

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Água de berinjela e limão faz você emagrecer e perder barriga rapidamente


A água de berinjela e limão é conhecida como "água milagrosa".

E há razão para isso: quem bebe essa água garante que, além da rápida perda de peso, obtêm-se mais saúde e disposição.

De fato, os benefícios da "água milagrosa" não se resumem a menos quilos e a uma barriguinha mais seca.





Há muitos outros.

Ela tira o inchaço da TPM

Ajuda a baixar a pressão.

Mas cuidado: se você tem a pressão baixa, monitore a pressão para ver se ela não cai demais.

Essa água também diminui o colesterol.

E é, por tudo isso, ótima para a saúde do coração.

Veja como fazê-la:

- à noite, corte 1 berinjela relativamente grande em pedaços;

- esprema 1 limão em 1 litro de água e coloque os pedaços de berinjela junto com o limão espremido e a água numa jarra.

- deixe a jarra na geladeira até a manhã seguinte, quando a água de berinjela e limão estará pronta e ajudará você a emagrecer e a perder barriga em pouco tempo.

Comece tomando de um a dois copos por dia da água de berinjela e limão.

Depois, você vai aumentando a dose até chegar a oito copos por dia.

Você pode até tomar mais de oito copos diariamente.

Mas aí você tem que observar como seu corpo vai reagir.

Se você fizer e tomar a água como ensinamos, a perda de peso e os demais benefícios serão alcançados em muito pouco tempo.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Energético Red Bull sofre processo milionário por homicídio



Veja abaixo 10 sérias razões para não tomar energéticos!



A família de um pai de Brooklyn, de 33 anos, Cory Terry, entrou com uma ação judicial 85 milhões dólares de homicídio culposo contra o Red Bull.

Homem morre depois de beber Red Bull Energy Drink 10 Razões para não consumir bebidas energéticas
Fonte )


Terry morreu de um ataque cardíaco durante um jogo de basquete depois de beber uma lata de bebida energética. O New York Daily Newsinforma que é a primeira ação de homicídio culposo movida contra Red Bull, maior fabricante mundial de energia.


Terry bebeu Red Bull em uma base regular, mas seu coração parou depois que ele bebeu uma lata enquanto casualmente disparar hoops há dois anos.


A avó de Cory Terry disse Terry era um fumante ativo saudável, mas bebeu Red Bull constantemente. "Ele bebeu essas coisas o tempo todo."


"Ele disse que se animou-lo", ela lembrou. Na noite de sua morte, Terry estava atirando cestas para cerca de 45 minutos, acabou com uma lata de Red Bull, ficou tonto e desabou.


A denúncia indica nove mortes em todo o mundo têm sido associados a Red Bull e cita estudos científicos que ligam Red Bull a potenciais riscos para a saúde, especialmente para os adolescentes e as pessoas que se exercitam.


Entre 2004 e 2012, a FDA recebeu 21 relatos de médicos ou hospitais de conexão Red Bull com uma longa lista de sintomas, incluindo fadiga, tonturas, dor no peito e muito mais.


De acordo com dados do governo, atendimentos de emergência causadas por bebidas energéticas mais do que dobrou nos últimos cinco anos.


O advogado de Terry comentou que, mesmo na luz destes resultados, ea morte de Terry, a FDA não ordenou rótulos de advertência e pediu que a agência para dar uma olhada mais de perto em bebidas energéticas.


Se você ainda não está convencido de que as bebidas energéticas representam um risco para a sua saúde, listamos 10 motivos para ajudar a mudar sua mente.


10 razões para evitar bebidas energéticas


1) Desidratação


Embora os níveis só pode variar de 80 mg a 215 mg por lata, bebidas energéticas contêm cafeína, que é um diurético e pode contribuir para a desidratação - especialmente se você está trabalhando fora.


2) Fatal


Nove mortes em todo o mundo têm sido associados a Red Bull só juntamente com outros riscos potenciais à saúde, especialmente para os adolescentes e as pessoas que se exercitam. Entre 2004 e 2012, a FDA recebeu 21 relatos de médicos ou hospitais de conexão Red Bull com uma longa lista de sintomas, incluindo fadiga, tonturas, dor no peito e muito mais.


3) súbita explosão de cafeína

De acordo com a CBS colaborador David Agus, beber uma xícara de café é um processo lento de ingestão de cafeína, enquanto que muitas bebidas energéticas são um "tiro" que proporciona a cafeína de uma vez.


4) aumentar a pressão arterial


Um ervas extrato derivado da árvore yohimbe é encontrado em muitas bebidas energéticas diferentes que podem resultar em aumento da pressão arterial, acidente vascular cerebral, renal, insuficiência cardíaca, náuseas e privação do sono.



( Fonte )


5) Arritmia cardíaca


Ao beber café durante o dia que você está recebendo um aumento gradual em cafeína, bem como eliminar alguns. Mas com as bebidas energéticas que você está bombeando mais de dois terços desse montante de uma só vez, o que pode causar palpitações cardíacas que levam a um acidente vascular cerebral.


6) Vitaminas você não precisa e não pode querer

Dr. Oz afirma que há altos níveis de vitaminas do complexo B em algumas bebidas energéticas que podem estar prejudicando você. Por exemplo, um adulto precisa de apenas 15 mg de niacina por dia - e poucas pessoas são deficientes.


"Uma garrafa de 5-Hour Energy tem o dobro desse valor, que é apenas tímido do nível de ingestão tolerável para a niacina, acima do qual você pode se rubor da pele, o que pode ser irritante e até mesmo dolorosa.


"Se você beber mais de duas garrafas em um dia, você também é superior a níveis seguros para o ácido fólico e vitamina B6, elevando o risco de vários tipos de toxicidade para o seu corpo. Descobrimos também que as quantidades de vitaminas nestes produtos nem sempre coincide com o que está no rótulo. "


7) Insônia


A cafeína em bebidas energéticas podem causar insônia que leva a julgamento prejudicado se você estiver dirigindo ou envolvidos em tarefas que exigem concentração intensa.


8) Diabetes Tipo 2


Porque muitas bebidas energéticas também são muito ricos em açúcar, o teor de açúcar adicionado pode contribuir diabetes tipo 2.


9) Dangerous Quando combinado com o álcool


Brown University ressalta que desde as bebidas energéticas são estimulantes e o álcool é um depressor, a combinação de efeitos pode ser perigosa. Os efeitos estimulantes pode mascarar como intoxicado você é.


"A fadiga é uma das maneiras que o corpo normalmente diz a alguém que já teve o suficiente para beber. A investigação descobriu que as pessoas bebem mais e ter BACs mais elevados quando se combinam álcool e cafeína. "


10) Convulsões


O New York Times observa pesquisadores advertiram que, com bebidas energéticas certas pessoas suscetíveis arriscar perigosas, mesmo com risco de vida, os efeitos sobre a pressão arterial, freqüência cardíaca e função cerebral.


Os autores notaram que "quatro casos documentados de morte associada à cafeína têm sido relatados, bem como cinco casos separados de convulsões associadas ao consumo de bebidas energéticas / poder".


"Os relatórios incluem um homem de 28 anos de idade, saudáveis, que sofreu uma parada cardíaca após um dia de motocross, um homem de 18 anos de idade, saudável, que morreu jogando basquete após beber duas latas de Red Bull, e quatro casos de mania experimentado por indivíduos conhecidos de ter o transtorno bipolar. "



tags: razões, red bull, energético, saúde, pressão alta, convulsão

sábado, 9 de fevereiro de 2013

GENGIBRE curiosidade




Certo dia entrou no consultório do Dr. Al Sears um novo paciente dizendo que estava se sentindo cansado, rígido e dolorido.
Disse que estava tomando quatro Advils por dia.
Se essa história lhe parece familiar, provavelmente você também faz parte do time dos que sentem dor crônica. Esta é a principal causa de incapacidade nos E.U.A , e sabe-se que pode ser totalmente insuportável às vezes.
O Dr. Al Sears avisa: Tomar analgésicos pode ser perigoso devido aos efeitos colaterais, que em alguns casos, podem até ser mortais.
Drogas como Motrin, Advil, Aleve, e outros AINEs (medicamentos anti-inflamatórios) têm sido associadas a danos nos rins, anemia,palpitações cardíacas e hemorragia gastrointestinal
Isso é realmente algo assustador!
Mas o Dr. Al Sears indica um analgésico que não tem efeitos colaterais.
E o mais interessante é que provavelmente você já tenha esse analgésico no seu armário de cozinha!
Pasme, mas esse analgésico se chama GENGIBRE.
Isso mesmo! Gengibre.
Durante séculos o Gengibre tem sido usado em toda a Ásia para tratar dores nas articulações,
resfriados e até mesmo indigestão.

 


 O Gengibre cru ou cozido pode ser um analgésico eficaz, mesmo para condições inflamatórias como a osteoartrite. Isso porque a inflamação é a causa raiz de todos os tipos de problemas como
artrite, dor nas costas, dores musculares, etc.
Ele contém 12 compostos diferentes que combate a inflamação.
Um desses compostos abaixa os receptores da dor e atua nas terminações nervosas. Juntos, eles trabalham quase o mesmo que as drogas anti-inflamatórias, tais como o ibuprofeno e a aspirina, mas sem os efeitos colaterais.
Assim, se a sua intenção é eliminar esses analgésicos, passe a consumir o Gengibre.
Segue algumas dicas para você ter uma boa dose diária de gengibre:
Ao fritar alguns alimentos junte o Gengibre e mexa bem: ele vai adicionar um sabor revigorante para qualquer prato de carne e vegetais.
Complemento: A maioria das farmácias ou lojas de produtos naturais vendem gengibre em pó, em comprimidos ou cápsulas.

Procure por um extrato com gingerols 5%.
Use uma compressa de gengibre sobre zonas doloridas:
Isso vai estimular a circulação sanguínea e aliviar dores nas articulações.

 
 Beber chá de gengibre: É barato. É muito fácil. O gosto é ótimo. E cura
Aqui está uma receita usada pelo Dr. Al Sears:
* Quatro copos de água;
* Um pedaço de aproximadamente 5 cm de Gengibre descascado e
cortado em fatias; 

* Limão e mel a gosto. Se preferir, use laranja
no lugar do limão. Fica ótimo!

Ferva a água numa panela com fogo alto.
Assim que começar a fervura adicione as fatias de Gengibre,
deixe em fogo baixo, cubra a panela
para que os vapores não saiam e deixe fervendo por aproximadamente 15 minutos.
O chá está pronto!
Basta coar, e adicionar o mel com o limão ou laranja.




tags: natural, gengibre, mel, limão, laranja, reme´dio natural, anti inflamatório natural 

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Dieta do Limão e água



Dieta da Água com Limão
A dieta da água com limão ajuda a eliminar toxinas do organismo, pois a fruta melhora a digestão, acelera o metabolismo e queima mais calorias. Quando aliada a uma alimentação balanceada e saudável, pode ajudar a perder peso e medidas.

O limão é rico em vitamina C, substância que acelera o metabolismo, e contém grande concentração de pectina, uma fibra solúvel que aumenta a sensação de saciedade. Além disso, a acidez da fruta ajuda na quebra das moléculas de proteína, facilitando o processo de digestão.

A casca é rica em monoterpenos, moléculas dos óleos cítricos que penetram com facilidade em tecidos e células do corpo, ajudando a regular a absorção de açúcares e o armazenamento de gordura.

Como fazer a Dieta da Água com Limão

1 copo de água bem gelada
1 limão
Folhas de hortelã

Misture o suco do limão no copo de água gelada acrescente algumas folhas de hortelã e beba ainda em jejum, sem açúcar.

Para melhores resultados pode colocar pedaços do limão, com casca, no copo. Também pode beber um copo antes de cada refeição principal.



tags: agua, limão, dieta, saude, vida, hortelã

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Importante: Médico naturalista ensina... Não deixem de ler

Um médico naturalista estava muito triste porque participou de
 
congressos e, embora comprovados, os resultados não são divulgados, como ele disse

'NÃO DÁ IBOPE''.
Então ensinou a fazer um exercício simples que evita problemas cardíacos

1º.
Antes do banho, exercitar a panturrilha (levantar o corpo na
ponta dos pés) , primeiro rápido até esquentar as panturilhas e depois uma sequência de 10 movimentos lentos.
Pronto. Esse exercício bombeia o sangue para o coração, melhora os
batimentos cardíacos e evita obstrução das veias. Nos primeiros 6
meses, se a pessoa estiver com excesso de peso, ela emagrece da cintura para baixo e, nos 6 meses seguintes, da cintura para cima; depois de 2 anos, não engorda mais e, alem de tudo, diminui o risco de uma cirurgia cardíaca que custa em média, hoje em dia, R$ 38.000,00 e, de um modo geral, os planos de saúde nem sempre pagam.


Melhora o problema de micro varizes


2º. Ao chegar em casa, coloque os seus pés em uma bacia com água bem quente (o famoso escalda pés - alem de relaxar, esse processo
desencadeia a dilatação dos vasos sanguíneos dos pés, melhora o cabelo e melhora, inclusive, a visão. Esse processo foi pesquisado com pessoas diabéticas e o resultado evidenciou a melhora na circulação sanguínea, diminuindo os casos de gangrena, o quadro geral de saúde dos pesquisados melhorou, e como um fato relevante, a melhora da visão.

Evita o encurvamento da coluna
3º.
Ao acordar, deitado de barriga para cima pedalar 120 vezes no
ar. Esse exercício melhora o posicionamento da coluna e da postura,
diminuindo ou retardando o encurvamento das costa e aliviando as dores nas costas.
Baixando a pressão

4º.
Ao perceber que a pressão subiu, coloque as pernas dentro de um balde com água muito gelada até os joelhos. Permaneça nesta imersão por 20min. Este processo fará com que o organismo, na busca de aquecer os membros inferiores, faça com que o acúmulo de sangue na cabeça desça, baixando a pressão.



Simples não é?????
tags: saude, pressão, circulação, dicas, importante

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Óleo de coco ajuda a combater cárie dentária e afta, diz estudo

Cientistas irlandeses concluíram que o óleo extraído do coco, com algumas modificações, é capaz de inibir o crescimento da bactéria causadora de cáries e do fungo responsável pela afta

Coco (Foto: SXC)

Óleo de coco é capaz de combater as bactérias que causam cárie dentária, segundo um estudo do Instituto Athlone de Tecnologia, na Irlanda. Os cientistas sugerem que o óleo é um antibiótico natural que poderia ser adicionado a produtos comerciais de cuidados dentários. A pesquisa foi apresentada durante uma conferência de microbiologia na Universidade de Warwick, no Reino Unido.


Os pesquisadores testaram a ação antibacteriana do óleo de coco em seu estado natural e do óleo de coco modificado com algumas enzimas. Eles foram utilizados contra bactérias ‘Streptococcus’, comuns habitantes da boca. O estudo concluiu que o segundo tipo de óleo, o modificado em laboratório, inibiu fortemente o crescimento da maioria das bactérias, inclusive a da espécie Streptococcus mutans, produtora de ácido e principal causa de cáries dentárias.

Testes adicionais realizados pelo mesmo grupo de cientistas descobriram ainda que o óleo de coco modificado ajudou a combater o fungo Candida albicans, causador de aftas. Assim, a pesquisa sugere que o óleo de coco pode ser um importante componente de produtos comerciais que cuidam da saúde oral.

“A cárie dentária é um problema de saúde comumente ignorado, apesar de afetar de 60% a 90% das crianças e a grande maioria dos adultos nos países industrializados”, disse Damien Brady, coordenador do estudo. “Com o aumento da resistência aos antibióticos, é importante voltarmos nossa atenção a novas formas de combater a infecção microbiana”, afirmou ele.



tags: óleo de coco, cárie, afta, dentes, côco, infecção, anti biótico natural



fonte: http://revistaepoca.globo.com

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Como reconhecer um AVC - Muito Importante

Acidente Vascular Cerebral

O QUE É AVC?

O AVC (acidente vascular cerebral), ou AVE (acidente vascular encefálico) é um evento agudo, onde ocorre a interrupção do aporte circulatório para uma região específica do encéfalo, causando sintomas diversos, dependendo de qual o vaso sanguíneo é comprometido e, portanto, qual a região encefálica lesionada. Isto é, pode haver perda de força ou sensibilidade de um lado do corpo, dificuldade para falar, dificuldade para enxergar, dificuldade de compreensão, perda de consciência, convulsões, perda de memória súbita, tonturas intensas (geralmente associadas a outros sinais neurológicos, diferentemente das tonturas labirínticas), incoordenação motora, e outros sintomas mais complexos. É o que as pessoas costumam chamar de isquemia, ou derrame.


Fonte: Atlas de Anatomia Netter

Como reconhecer um AVC?

Escala de Cincinnati (são três sinais considerados indicativos de AVC)

# Assimetria Facial: a boca “entorta” para o lado

# Perda de força em um dos membros superiores

# Dificuldade para falar. Neste último item, devemos pedir ao doente que fale uma frase, como: “O rato roeu a roupa do rei”, ou “Estou com problemas para pronunciar as palavras”. Estas frases requerem uma boa movimentação da língua, que no AVC pode estar parcialmente paralisada, causando uma fala defeituosa, ou o paciente pode estar completamente incapaz de falar, ou falará palavras completamente diferentes das solicitadas, devido ao comprometimento do centro da fala, no cérebro.


Fonte: Stroke Center - Cincinnati

Que atitude tomar ao detectar que alguém está tendo um AVC?

Devemos chamar imediatamente o SAMU – 192, e informar que estamos com uma pessoa tendo um AVC e que precisamos remoção imediata para um hospital. Os paramédicos do SAMU estão treinados para remover o paciente até o hospital adequado, com a estrutura montada para o atendimento de AVC agudo, afim de proporcionar o melhor atendimento, o mais rápido possível, afim de melhorarmos as chances de uma recuperação dos déficits neurológicos. O paciente que recebe o atendimento nas primeiras 3 horas do início do quadro é aquele com a melhor chance de recuperação.

Devemos estar aptos a informar sobre medicamentos que o paciente usa, doenças que porta, cirurgias recentes, se esta se tratando regularmente, enfim, um bom histórico da saúde do paciente.

O que não devemos fazer ao identificarmos um AVC?

*Administrar medicamentos em casa, pensando que o problema é que o paciente não tomou suas medicações.

*Aguardar para ver se os sintomas passam, antes de chamar ajuda. O tempo é precioso!

*Levar o paciente a um local com atendimento precário, pois estaremos perdendo a chance de recuperação, caso estejamos dentro do período adequado para tratar de forma efetiva.

*Tentar alimentar o paciente, visto que poderá estar com dificuldade de deglutir e, assim poderá se engasgar e aspirar o alimento para os pulmões.

O AVC é a primeira causa de incapacitação e redução da qualidade de vida e a terceira principal causa de morte no mundo!!! A informação da população, afim de proporcionar um atendimento rápido, em locais adequados, pode mudar este perfil!

tags: avc, derrame cerebral, isquemia, importante, saude, acidente vascular


Fonte : http://magdalenalaser.com.br

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Atenção: Limão e sol: uma combinação perigosa - Como tratar


Substância presente na fruta pode causar queimaduras e manchas na pele

Limonada e caipirinha parecem combinar muito bem com praia, sol e verão. Mas o descuido na hora de manusear essas bebidas ou o próprio limão poderá resultar muitas vezes em queimaduras de 1º e 2º graus e manchas escuras, que ardem ou formam bolhas.
A Fitofotodermatose é a reação de um vegetal (fito) na pele (dermatose) sob a ação da luz (foto). É essa resposta que ocorre quando manuseamos limão sob o sol e não lavamos bem as partes da pele atingidas pelos respingos ou pela própria fruta. As conseqüências são vermelhidão, bolhas e escurecimento da pele.
A exemplo do limão, algumas frutas e plantas, como figo, caju, tangerina, são ricas em uma substância fotossensibilizante chamada furocumarina. Quando entra em contato com a pele, esse composto é rapidamente absorvido e, com a exposição ao sol, provoca uma reação fotoquímica parecida com uma queimadura. A mancha resultante desse processo é de cor amarronzada e aspecto variado – depende de como ocorreu o contato com a fruta ou o suco. A intensidade também depende do quanto foi absorvido pela pele, da intensidade do sol e do tempo em que a pele esteve exposta.
O aparecimento da marca pode ser imediato, mas, em geral, ocorre um dia depois da exposição. Segundo a dermatologista Ana Lúcia Recio, as manchas do limão não doem, mas podem causar ardência e bolhas no local atingido. Quando isso ocorre, é bom procurar um serviço médico, pois existem pomadas antiinflamatórias que ajudam a atenuar a irritação local.
Se você teve o azar de ficar manchado, não se desespere. Independentemente do tamanho, e ainda que tenham formado bolhas, as marcas deixadas pela furocumarina desaparecem com a descamação natural da pele. Esse processo varia de acordo com cada pessoa e pode levar de três a oito semanas.

O que é?
A mancha causada pelo limão é uma reação alérgica da pele exposta ao sol após o contato com determinadas plantas ou o suco de algumas frutas.

Como se manifesta?
As manchas escuras e de formatos variados aparecem ao longo da exposição solar e tendem a ficar mais escurecidas 24 horas após esse momento. As regiões mais freqüentemente afetadas são o dorso das mãos, o colo e os lábios. Exposições muito intensas podem originar manchas avermelhadas e até bolhas, acompanhadas de ardência no local atingido.



Como evitar?
Fique atento ao tomar limonada e caipirinha na praia (beba em pequenos goles ou use um canudinho) e evite manusear o suco de frutas e se expor ao sol. Se for fazê-lo, lave muito bem as mãos com água e sabão e passe bloqueador solar no local.

Queimou. E agora?
Compressas de soro fisiológico ou chá de camomila frios ajudam a aliviar a ardência no local da mancha. Caso haja uma reação mais intensa, com a formação de bolhas, por exemplo, procure atendimento médico.

Como tratar?
As manchas desaparecem gradativamente de três a oito semanas após o aparecimento. Durante esse período, evite expô-las ao sol ou proteja o local com bloqueador solar.


Tags: limão, sol, queimadura, manchas, tratamento, suco de limão


http://cafe-site.blogspot.com.br

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Regressão a Vidas Passadas











Entrevista a Brian Weiss, o psiquiatra que defende a eficácia da terapia de regressão a vidas passadas
O que leva um reputado psiquiatra a arriscar o seu futuro profissional? Uma descoberta. Catherine sofria de ataques de pânico, fobias e pesadelos e era acompanhada por Brian Weiss há um ano. Sem sucesso.

O então director do serviço de Psiquiatria do Mount Sinai Hospital decidiu recorrer à hipnose e, graças a esta técnica, a paciente viria a conseguir recordar memórias infantis traumáticas. Mas não só: o médico conta que, quando lhe pediu para regredir até a origem da sua dor, Catherine, ao longo de várias sessões, descreveu-lhe detalhadamente vidas passadas. Os sintomas foram desaparecendo.

Este caso ocorreu há mais de 20 anos. Desde então, Brian Weiss foi criticado e aplaudido. Escreveu inúmeros livros sobre a terapia de regressão a vidas passadas, deu palestras por todo o mundo e dezenas de entrevistas, entre as quais a Oprah Winfrey. Numa das suas mais recentes visitas a Portugal, conversámos com ele.

Em 2008, Oprah Winfrey dedicou um programa ao seu trabalho, no qual o famoso Dr. Oz se submeteu a uma sessão de regressão. Como foi essa experiência?

Era suposto ser um só programa sobre fobias mas acabaram por ser dois, porque havia muitos pacientes no estúdio. O Dr. Oz não tinha nenhuma fobia, apenas quis experimentar. Foi incrível. É um ser humano muito espiritual, assim como Oprah. Há uns anos, era mais inibida em relação a estes temas, mas tem-se tornado um modelo na divulgação de conceitos ligados à espiritualidade e de nomes como o de Eckhart Tolle.



Assume que, há cerca de duas décadas, quando escreveu o seu primeiro livro, teve receio da reacção dos seus colegas. Como é que se libertou desse medo?

A certa altura, senti que era a atitude certa. Só comecei a escrever «Muitas Vidas, Muitos Mestres» três ou quatro anos depois de ter conhecido Catherine devido ao receio que tinha de que isso afectasse a minha reputação. Houve uma reacção negativa por parte da comunidade médica. Alguns psiquiatras apoiaram-me, outros quiseram que a minha licença fosse revogada. Não funcionou. Tinham-se esquecido do que é a ciência na sua essência: ter uma mente aberta para podermos aprender coisas novas.
Explique-nos as diferenças e ligações entre hipnose, regressão e regressão a vidas passadas.

A hipnose é uma técnica que consiste em relaxar o corpo enquanto a mente está focada. É um estado de concentração descontraído em que a memória está mais activa. Todos os dias somos hipnotizados: quando vemos um filme e não ouvimos a pessoa ao lado a comer pipocas; quando estamos a conduzir e a nossa mente vagueia; quando lemos um livro e não ouvimos o trânsito.

Existem ainda equívocos em torno da hipnose?


Há ideia de que podemos ficar «presos» a esse estado. Isso seria como ir ver «O Gladiador» ao cinema e ficar «preso» no tempo da Roma Antiga. Trata-se apenas de concentração e podemos sair dela em qualquer altura. Há também a noção errada que perdemos o controlo e que o terapeuta nos pode levar a fazer algo que não queremos.

Voltando à ligação entre hipnose e regressão…

Se lhe disser «feche os olhos, respire profundamente, relaxe os músculos», isso é um estado leve de hipnose. Mas posso dizer «quero que se lembre do que comeu ontem». Nesse caso, iria recordar o cheiro, o sabor, a textura de forma muito mais intensa do que se o fizesse agora, que se encontra de olhos abertos e num estado normal da consciência. Depois, podia regredir ainda mais no tempo até à sua infância. Isso é usar a hipnose para regredir no tempo. Quando falamos em regressão a vidas passadas não paramos na infância: vamos até vidas passadas.

Como funciona?

Da mesma maneira que funciona a psicoterapia tradicional: a cura acontece através da lembrança da origem do trauma. A pessoa recorda-se de um evento traumático ou não, algumas vezes com emoção (catarse), e isso tem um efeito libertador. Um psicoterapeuta freudiano diz «vamos até à sua infância descobrir de onde vem o medo que tem da água» e a pessoa lembra-se do dia em que ficou presa a uma onda e o sintoma desaparece. A técnica na terapia de regressão a vidas passadas é a mesma, exceptuando que talvez na vida passada a pessoa afogou-se. Portanto, é muito semelhante à que Freud ou Jung usavam, em que as pessoas estavam deitadas num sofá, num estado leve de hipnose e depois faziam associações mentais livres.

Quais as diferenças?

Intervenho mais e a pessoa apercebe-se que viveu noutro tempo, com outro corpo, nome, mas a mesma alma. Não só o sintoma melhora, como o medo da morte se transforma. Os valores também: «Quando morri não levei a conta bancária, levei o que aprendi, a forma como tratei as pessoas».

Os cépticos podem dizer que são memórias falsas, fruto de «armadilhas do cérebro» ou da imaginação. Como se pode ter a certeza da veracidade da experiência?
Por um lado, ao nível do efeito terapêutico, o facto da vida passada ser ou não real não importa: o que importa é que o sintoma, a vida do paciente melhora, que é uma técnica terapêutica que permite eliminar fobias, perturbações psicossomáticas, tratar a depressão... Mas num segundo nível, existem provas: pessoas que falam línguas estrangeiras que nunca aprenderam; outras contam pormenores históricos que desconheciam antes da regressão. Tive pacientes que tinham memórias da II Guerra Mundial, do número e nome das chapas de identificação de soldados, depois investigaram e confirmaram esses dados. Milhares de casos foram validados.

Está estudada a sua taxa de sucesso?

Existem provas baseadas em relatos e um vasto número de terapeutas praticam-na, mas muitos jornais psiquiátricos ainda não publicam artigos científicos sobre o tema. Funciona quase como um círculo vicioso: não publicam porque dizem que não há bibliografia sobre o assunto, mas esta não existe porque não publicam e então temos de escrever livros para divulgarmos o trabalho desenvolvido. Tal como em qualquer terapia, a taxa de sucesso varia em função do problema. Nas fobias é muito elevada, mas nos casos de doença bipolar é muito mais baixa, porque está em causa uma patologia com uma componente biológica muito forte.

Em que ponto está a investigação em torno desta terapia?


Já há algumas publicações académicas que se dedicam ao tema da regressão a vidas passadas, assim como há organizações de terapeutas nesta área que estão a começar a publicar o seu trabalho e cada vez mais terapeutas que se estão a associar a estas organizações.

Psiquiatras?

Psiquiatras, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas de saúde mental. Alguns são mais rigorosos outros mais abertos. Existe a International Association for Regression Research & Therapies (www.iarrt.org), uma organização complexa com um departamento para profissionais e outro para não-profissionais.

Acredita que será possível um dia validar cientificamente a terapia de regressão a vidas passadas?
Depende do que entende por «científico». Não sei se alguma vez teremos um «teste de ADN» para isto, mas acredito que «científico» em termos clínicos, tal como se avaliam outras psicoterapias, sim.

E, por exemplo, a avaliação das reacções cerebrais? Nunca a realizou durante as suas sessões?

No livro The Universe In a Single Atom, o Dalai Lama fala sobre esse tipo de pesquisa aplicado aos efeitos da meditação ao nível do funcionamento cerebral, com recurso a imagem por ressonância magnética, electroencefalograma, e sobre o facto de muitas pessoas meditarem e de isso alterar as funções fisiológicas. Mas ao nível da regressão a vidas passadas é um pouco mais complicado.

Porquê?

Se durante a meditação a mente está «quieta», durante a regressão todos os sistemas – visual, auditivo, olfactivo – estão activos, o cérebro está em polvorosa. Portanto, os exames irão apenas mostrar um cérebro activo e revelar onde a actividade está a acontecer, mas isso não será suficientemente específico para se poder dizer que é uma vida passada. Se me lembrar de um piquenique que vivi aos cinco anos o tipo de actividade cerebral é idêntico.

É uma terapia segura?


É, se for realizada por um bom terapeuta que deve ser escolhido tal como seleccionamos outros especialistas (pedindo referências a pessoas que conhecemos, a outros especialistas, verificando as credenciais). O terapeuta consegue controlar o nível de emoções. A pessoa pode flutuar e visualizar de cima ou à distância, como se estivesse a assistir a um filme, ou então aproximar-se.

Em média, quantas sessões terapêuticas são necessárias?
Depende do sintoma. Se for uma simples fobia bastam uma a três sessões. Mas também depende do paciente: há pessoas que entram num estado profundo de concentração imediatamente e há outras que precisam de algumas sessões para ganhar confiança, para se libertarem do hemisfério esquerdo do cérebro, da sua necessidade de controlo.

Nota diferenças entre homens e mulheres, na forma como reagem à terapia?

Apenas uma: 75 por cento das pessoas que entram no meu consultório são mulheres. Têm uma mente mais aberta a temas como espiritualidade, estão familiarizadas com a intuição. Sabem muito mais sobre emoções, vivenciam os laços de forma intensa.

Ainda prescreve medicamentos aos seus pacientes?
Sim. Teillard de Chardin dizia que «não somos seres humanos a viver uma experiência espiritual, somos seres espirituais a viver uma experiência humana». Eu acredito nisso e, portanto, aqui estamos nós em corpos físicos que, por vezes, precisam de fármacos. Muitas depressões têm uma raiz biológica. Se a pessoa se sente tão deprimida que não consegue reagir, dormir ou concentrar-se não vai ser bem sucedida ao fazer a regressão. Mas se eu prescrever um antidepressivo, irá concentrar-se e sentir-se melhor e aí poderemos combinar a terapia da regressão e o fármaco, em doses e períodos menores. É a chamada medicina complementar. Os resultados são mais positivos.

Os estudos revelam uma relação entre a mente, o corpo e o espírito?

A pesquisa demonstra uma forte ligação entre a mente e o corpo. É a chamada mind-body connection ou psiconeuroimunologia. Sabemos que, por exemplo, o medo, o stress e a ansiedade conseguem deprimir as funções do sistema imunitário, assim como o facto de nos libertarmos deles o ajuda a combater doenças como o cancro ou infecções. O espírito é a ligação ao imortal. Pessoas que meditam, praticam ioga podem lá chegar, assim como através da oração, da contemplação, até do amor. A parte espiritual é um estado de compaixão que se aplica a toda a humanidade, não implica necessariamente uma relação pessoal.

Refere-se à noção de se pertencer a algo maior do que nós?

Sem dúvida. Acredito que existe uma energia que une todas as pessoas, animais, plantas. É uma energia comum e todos somos compostos por ela.

António Damásio, neurocientista, diz que «a emoção e os sentimentos constituem a base daquilo que os seres humanos têm descrito, desde há milénios, como alma ou espírito humano». Concorda?

Essa afirmação pode ser interpretada de várias formas. No livro, «O dia em que a minha vida mudou», a neurocientista Jill Bolte Taylor descreve o episódio em que teve um AVC no hemisfério esquerdo do cérebro (a área das associações de palavras). Estava a viver uma experiência espiritual fantástica enquanto não conseguia comunicar. Ela refere-se ao hemisfério direito como a sede da intuição, da criatividade e das emoções e penso que o que acontece, à maioria de nós, é que o funcionamento do hemisfério esquerdo bloqueia algumas funções do hemisfério direito. É através deste que comunicamos com a intuição, com o nosso lado espiritual, com a alma.

Como a descreve?

É a parte imortal do ser. A nossa consciência continua. Se reside no cérebro ou não isso não interessa, mas penso que essa ligação é feita através do hemisfério direito, tal como Jill Bolte Taylor descreve. Duvido que as emoções sejam o mesmo que a alma. A alma é um estado de amor incondicional…

E, assim sendo, as emoções seriam as manifestações da alma operadas pelo cérebro?

Apenas se se exprimem através de bondade, compaixão. Se estivermos a falar de raiva ou medo não estamos a falar de alma, mas de obstruções à alma. Quando nos conseguimos libertar das emoções negativas, debaixo delas encontra-se a alma. É um estado que está para além das emoções, é muito maior do que elas.

Texto: Nazaré Tocha com Brian Weiss (psiquiatra)
Foto: Artur

A responsabilidade editorial desta informação é da revista
SaberViver (Portugal)

http://hipnose-regressao.blogspot.com.br/

Hipnose - O que funciona?



Olhe para cá!
E antes de começar a ler a reportagem, siga estes passos para se auto-hipnotizar

1. Pare

Vá para um lugar bem silencioso (ou coloque fones de ouvido tocando uma trilha sonora bem suave, new age mesmo). Sente-se da forma mais confortável possível e mantenha as pernas e os braços separados. Descanse alguns minutos.

2. Imagine
Agora imagine que você está dentro de um barquinho, num lago bem tranquilo. Sinta como o barquinho balança devagar e agradavelmente. Para a frente, para a direita, para trás, para a esquerda...

3. Sinta
Uma enorme preguiça toma conta da sua perna esquerda. Pense: "Minha perna esquerda está ficando pesada, cada vez mais pesaada e cansada". Mentalize por alguns minutos - até sentir que a sua perna realmente ficou semiparalisada.

4. Renda-se
Agora é a perna direita que está ficando pesada. Cada vez mais pesaada e cansada... Repita o processo com ela e com os braços, primeiro o direito e depois o esquerdo, até que todos os seus membros fiquem dormentes.

5. Induza
A esta altura, você deve estar respirando bem devagar e sentindo um relaxamento profundo. Parabéns! É o estado de indução hipnótica. Agora mentalize um objetivo simples (como "vou comer menos" ou "não sentirei mais vontade de fumar").

6. Desperte
Depois de repetir a mentalização por alguns minutos, pare e diga a si próprio que a hipnose acabou. Vá despertando sem pressa, até voltar ao normal. Você sentirá sonolência e leve desorientação, como quem acaba de acordar.


As portas da percepção
Os 5 métodos mais usados para hipnotizar

Fixação de olhos
É o clássico método do reloginho, e foi criado por James Braid - o inventor da palavra "hipnose". O hipnotizador pede ao paciente que se concentre fixamente em algum objeto.


Narrativa
Consiste em pedir ao paciente que relaxe membro a membro - após o que, num tom calmante, o hipnólogo o leva a imaginar uma história.

Confusão
Criado para lidar com pessoas resistentes, consiste em iludir a pessoa com atos incomuns - como um aperto de mão que se prolonga e vira uma espécie de massagem.

Desequilíbrio
O hipnotizador diz ao paciente que se coloque numa posição na qual seja difícil se manter de pé. E ao mesmo tempo, pede que ele se concentre em seus membros.

Choque
Consiste em simular uma hipnose comum, passando as mãos na cabeça da pessoa - mas de repente fazer um gesto brusco, jogando a cabeça para trás enquanto grita "durma"!


Isto aqui dá
O que a hipnose realmente pode fazer

Anestesiar uma pessoa

Funciona. Em 1845, antes da popularização da anestesia, o médico escocês James Esdaile já usava a hipnose em cirurgias e amputações.

Curar tabagismo, compulsões e vícios em geral

Funciona. Mas o tratamento também deve ter terapia, e é preciso refazer periodicamente as sessões hipnóticas.

Implantar memórias

Funciona. Há casos de falsas memórias que acabaram na Justiça e começaram na atuação desastrada (ou maldosa) de hipnoterapeutas.

Sugestões pós-hipnóticas

Funciona. É possível condicionar uma pessoa para que ela reaja a certos sinais - como pular toda vez que ouvir determinado som, por exemplo.

Hipnotizar alguém à força
Funciona. Existem técnicas que permitem hipnotizar a vítima sem que ela perceba. Mas isso só dá certo se você dedicar atenção ao hipnotizador.


Isto não dá
Veja em que situações a hipnose não tem o menor efeito

Apagar memórias
Não funciona. Pessoas altamente hipnotizáveis podem se esquecer de acontecimentos, mas acabam se lembrando deles após algum tempo.


Acessar memórias reprimidas
Não funciona. As supostas lembranças (que no Texas são aceitas como prova judicial) são contaminadas pela imaginação.

Hipnotizar bichos
Não funciona. Hipnose é um fenômeno da parte mais moderna do cérebro humano. O que acontece com animais é apenas catatonia (paralisia).

Controle da mente
Não funciona. Mesmo pessoas altamente hipnotizáveis não se tornam zumbis. E a hipnose cessa após alguns minutos (ou quando o hipnólogo vai embora).

Regressão a vidas passadas

Não funciona. Mesmo porque a ciência não acredita em reencarnação.



tags: hipnose, funcina, regressão, mente, memória, vida passada,

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Anti-concepcional para homens

Há diversos estudos em andamento que pretendem tirar das mulheres a responsabilidade da prevenção da gravidez. Os laboratórios estão cada vez mais .... Foto: Shutterstock

Cientistas do Centro Médico da Universidade Columbia, em Nova York, estudam a possibilidade de formular a primeira pílula anticoncepcional oral para homens, capaz de interromper a produção de espermatozoides.


Em um trabalho ainda incipiente com ratos, publicado na revista Endocrinology, os pesquisadores relatam mexer em um receptor de ácido retinoico (derivado da vitamina A) e ter uma rápida recuperação da fertilidade após a interrupção do uso.

Há quase 100 anos, já se sabe que a falta dessa vitamina no organismo pode provocar esterilidade masculina, entre outros problemas, como prejuízos à visão.

Segundo o estudo, baixas doses da droga não afetam os olhos e, por não incluírem hormônios na composição, não teriam efeitos colaterais como diminuição da libido, maior risco de doenças cardiovasculares e hiperplasia (aumento) benigna da próstata.

O desafio agora, para que a pílula dos homens se torne realidade, é provar que o composto é seguro, eficaz e reversível quando usado por muitos anos.

Esses estudos ainda são experimentais e o grande problema é encontrar a reversão da infertilidade"
Urologista Fernando Almeida, do Sírio-Libanês

Segundo o urologista Fernando Almeida, médico do Hospital Sírio-Libanês e professor da Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), esses estudos ainda são experimentais, e o grande problema é encontrar a reversão da infertilidade.

“Ser uma droga não hormonal, como ocorre nas mulheres, é uma vantagem nesse caso, pois mexer com os hormônios masculinos causaria alterações na próstata, na voz e no cabelo, entre outras”, diz o médico.

O ideal, portanto, seria bloquear apenas os receptores de vitamina A nos testículos, preservando o restante do corpo.

O urologista Renato Fraietta, especialista em reprodução humana e professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), reforça que essa descoberta ainda é inicial, porém promissora. Várias outras sugestões de contraceptivos masculinos já surgiram, de acordo com ele, mas nenhuma emplacou.

Os principais entraves são em relação a segurança, eficácia, praticidade e manutenção da função hormonal do indivíduo"
Urologista Renato Fraietta, da Unifesp

“Quem sabe, isso possa ser criado e substituir a pílula feminina ou democratizar o uso entre os parceiros. Mas ainda não é possível prever como será”, afirma.

De acordo com o médico, os principais entraves são em relação à segurança, eficácia, praticidade e manutenção da função hormonal do indivíduo.

Ao contrário da mulher, que já nasce com todos os óvulos que terá durante toda a vida, o homem produz espermatozoides continuamente. A ejaculação elimina espermatozoides produzidos apenas três meses antes.

Por conta disso, a confecção de uma pílula masculina é mais difícil, pois a recuperação não é rápida e a reversibilidade pode ser lenta ou inexistente. Além disso, mexer nos hormônios pode desencadear um efeito "rebote" (baixa hormonal até a recuperação dos testículos), perda de força muscular, cansaço, depressão e sonolência, entre outros prejuízos.

“No período de uso, o ideal seria o homem ejacular normalmente, sem espermatozoides, da mesma forma que um paciente vasectomizado, com a diferença de que poderia voltar a ser fértil a qualquer momento”, explica Fraietta.

Se o composto for injetável, com duração maior que a de um comprimido, a dificuldade para controlar a duração do princípio ativo seria ainda maior.

domingo, 12 de agosto de 2012

Novo comprimido pode evitar diabetes



Pesquisadores da Universidade do Texas (EUA) trazem uma boa notícia para potenciais futuros portadores de diabetes tipo 2: um comprimido que evitou o aparecimento da doença em 72% dos participantes testados.

Para compreender melhor a questão, aprenda a diferença entre as diabetes tipo 1 e tipo 2. De forma geral, o tipo 1 é a diabetes presente em apenas 5% do total dos pacientes, é aquela diabetes “de nascença”. O corpo do portador do tipo 1 necessita de uma dose diária de insulina, que não é produzida naturalmente, para sobreviver. O tipo 2, presente nos outros 95% dos diabéticos, é adquirido durante a vida, geralmente devido à obesidade e má alimentação.

Daí o surgimento dessa nova pílula, que deve ser ingerida com pacientes que tendem a contrair a diabetes tipo 2. Em um país notório pela obesidade infantil e adulta, como os EUA, existem 40 milhões de pré-diabéticos, e o comprimido surgiu de exames com estes pacientes.

A pílula funciona como uma resposta ao problema em questão. A diabetes tipo 2 acontece quando há excesso de carboidratos na alimentação, a tal ponto que o pâncreas não consegue mais digerir todo o açúcar, a insulina produzida torna-se inútil, e o sangue fica com excesso de glicose. Como conseqüência, a pessoa perde o apetite e caminha para a dependência de insulina externa, que possa fazer o trabalho que a insulina do seu corpo não é mais capaz de realizar.

O comprimido reverte essa situação crítica (em pacientes que ainda não contraíram a doença), estimulando o apetite perdido e empurrando os excessos de carboidratos e gorduras para locais onde ele não faz mal, ou seja, os espaços debaixo da pele. Com isso, o paciente normaliza sua situação temporariamente. Dos 602 pacientes testados, 72% reverteram o quadro crítico de pré-diabetes. [DailyTech]