quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Cão-guia salta em trilhos de metrô para salvar deficiente visual

Cão-guia salta em trilhos do metrô para salvar dono deficiente visual que havia desmaiado



O cão-guia Orlando acompanha seu dono Cecil Williams, 61, no leito de um hospital. O animal salvou a vida de Williams, que é cego, depois que ele desmaiou e caiu nos trilhos do metrô de Nova York, na última terça-feira (17) / Foto: AP

O cão-guia Orlando, um labrador retriever de quase 11 anos de idade, arriscou a própria vida ao saltar nos trilhos do metrô em uma estação de Manhattan, em Nova York (EUA), na última terça-feira (17). Tudo o que ele queria era salvar seu dono cego, que havia desmaiado e caído da plataforma.

Cecil Williams, 61
, começou a se sentir mal na estação, no caminho para o dentista. “Ele tentou me segurar”, disse Williams à agência de notícias Associated Press de sua cama no hospital, onde se recupera de ferimentos na cabeça após ter sido atropelado pelo trem.


Ele o lambia, tentando fazer com que se movesse”
, disse Matthew Martin, uma das testemunhas, ao jornal “New York Post”.Testemunhas disseram que Orlando latia freneticamente e tentou evitar que Williams caísse, sem sucesso. Quando o dono caiu, o cão-guia saltou para os trilhos e, mesmo com o trem se aproximando, tentou levantar Williams a todo custo.

Passageiros que estavam na estação, então, começaram a fazer sinais e pedir ajuda, e o maquinista desacelerou. Embora não tenha sido possível parar o trem a tempo, Willians e Orlando deitaram no vão que existe entre os trilhos e foram salvos –o labrador não se feriu.

“O cão salvou minha vida”
, disse Williams. “Me sinto maravilhado. Sinto que Deus, uma força maior, tem algo reservado para mim. Não morri dessa vez. Estou aqui por uma razão”, completou.

Williams, que é cego desde 1995, agora se recupera dos ferimentos no hospital, onde pode ter a companhia de Orlando.

O labrador, que completará 11 anos de idade em janeiro, será aposentado, e Williams terá um novo cão-guia custeado pelo governo. Mas, como as despesas do aposentado Orlando não poderão ser custeadas, Williams está a procura de um novo lar para seu companheiro. “Eu com certeza gostaria de ficar com ele”, disse, explicando que não tinha dinheiro para isso.

Após a repercussão da história nos EUA, uma campanha online arrecadou a meta de US$ 50 mil (R$ 117 mil) para que Williams possa ficar com Orlando.


AFP

Um comentário:

Blogger disse...

TeethNightGuard is providing precise fitting and highest quality custom made dental guards.